EX JOGADOR DO FLAMENGO RONALDO ANGELIM PARTICIPA DO JOGO COMEMORATIVO DA ENTREGA DAS FAIXAS DE CAMPEÃO MUNICIPAL 2016 AO CLUBE DAS CABAÇAS

Os atletas do Clube de futebol do Sitio Cabaças  receberam na tarde deste sábado, dia 14 a faixas de campeão municipal 2016.  No  Estádio...


Resultado de imagem para Relembre a trajetória do ex-jogador de futebol Ronaldo angelim

Os atletas do Clube de futebol do Sitio Cabaças receberam na tarde deste sábado, dia 14 a faixas de campeão municipal 2016.  No Estádio Municipal o Carvalhão  em São José do Belmonte Para celebrar o momento, nada a mais que o bom futebol. Com a participação do ex jogador do flamengo e outros clubes,

Relembre: Ronaldo Angelim, do fundo do poço à glória no Flamengo

(No dia 14 de dezembro de 2009, o GloboEsporte.com foi até Juazeiro do Norte, no Ceará, para mostrar um pouco mais da história de Ronaldo Angelim, que completa 40 anos nesta quinta-feira. Entre muitos causos, o ex-zagueiro, que dias antes havia feito, de cabeça, o gol do título do Brasileirão 2009 do Flamengo, contou como cavava poços artesianos e vendia pães. A matéria foi feita por Rodrigo Benchimol)
Dentes estragados, raquítico, descalço e com camisa surrada do Flamengo. Era assim que Ronaldo Angelim ia treinar no começo da carreira pelo Icasa, em 1995. A infância difícil começou a se modificar nos campos de terra do principal clube de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará.

Pouco antes de se profissionalizar, Ronaldo Angelim acordava às 4h da manhã pois era entregador de pão em Juazeiro do Norte-CE. Após as entregas por toda cidade, seguia direto para o trabalho de cavador de poço, que o consumia 8h diárias. Recebia por esse serviço R$ 25 por semana. Somente depois de tudo isso, é que ia treinar no Icasa ou disputar suas “babas”, como ele chama as “peladas”.
Ronaldo Angelim poço (Foto: Globoesporte.com)
Ao contrário da maioria dos jogadores, o sempre zagueiro (uma vez ou outra atuou como volante) começou a treinar aos 20 anos de idade. Indicado por brilhar em times amadores da Região do Cariri, foi fazer a “peneira” no Icasa. O talento saltou aos olhos de três pessoas do principal clube da cidade cearense: o olheiro da base Décio Pelé, o técnico do profissional Luiz Carlos Silva e o presidente Kleber Lavor.

- Cada um teve a sua importância - diz Angelim.

No começo, o zagueiro não levava tanto a sério o futebol. Mas logo no seu primeiro no clube, ele mostrou que era um jogador diferenciado, foi campeão do torneio local e aí assinou o seu primeiro contrato.

- No começo eu trabalhava mais cavando poço e entregando pão do que jogando bola. Era o que me dava mais dinheiro. Eu tirava R$ 100 por mês cavan
Ronaldo Angelim posado (Foto: Reprodução)

Muita gente tentou convencê-lo de que o futebol seria mais importante.

- Ele queria largar tudo só para trabalhar, mesmo que fosse cavando poço ou entregando pão. Eu tentava persuadi-lo do contrário, porque era realmente talentoso - conta Décio Pelé.

Foi aí que começou a amizade com Kleber Lavor, que fez de tudo para mostrar ao garoto que ele deveria seguir no clube. Além do primeiro contrato, o então dirigente fazia o que podia para agradar sua estrela.

- Nossa relação sempre foi ótima. No começo, dei uma bicicleta para ele ir aos treinos. Ele confiava muito em mim. Ganhava R$ 500, deixava R$ 400, R$ 300 comigo e pedia para dar o resto no fim do ano. Eu ajudava sempre. Já depois de um tempo, eu pagava R$ 100 por cada gol que ele marcava. Teve um jogo que ganhamos do Fortaleza por 3 a 2 em que ele ganhou R$ 200 pelos dois gols da virada - recorda Lavor.

No fundo do poço 
Cavar manualmente poços artesianos de até 50 metros de profundidade no sertão cearense sempre foi uma profissão ingrata. O trabalho árduo e o salário baixo nunca foram, porém, empecilhos para quem acordava 3h da madrugada para pegar água para a família quando ainda era criança. Angelim se orgulha de dizer que sempre foi um rapaz trabalhador. Foi o único dos nove filhos de Francisca e Antônio a aguentar este emprego. (Assista ao vídeo acima)
 
- É uma profissão muito difícil, que ninguém aceitava. Mas eu não ligava. Tinha muito bicho, cobra verde, cobra coral... Sempre saía com a mão inchada de tanto cavar... Depois de um tempo, eu cheguei até a comprar minhas próprias ferramentas para poder trabalhar e ganhar um pouco mais de dinheiro... E também para ter uma garantia para o caso de não dar certo no futebol. Já cavei algumas cacimbas que quase desabaram. Houve uma vez em que as paredes começaram a tremer e saí rapidinho. Foi só eu sair que a cacimba desabou - relembra o zagueiro, que se orgulha do passado. 
 
Tanto que ele se diverte ao lembrar de antigas histórias.

 Angelim também trabalhou como padeiro

Além das entregas, Ronaldo desempenhou outras funções na Panificadora Gil, que atualmente tem outro nome, e se encontra na vizinhança de sua casa, em Juazeiro do Norte. Além preparar a massa, deixá-la mais fina e cuidar do fermento, ele também era padeiro.
Ronaldo Angelim padeiro (Foto: Globoesporte.com)Ronaldo Angelim lembrando os tempos de padeiro em 2009 (Foto: Globoesporte.com)


- Trabalhei de tudo aqui dentro. Principalmente aqui no forno. Nós usávamos este tipo de estaca (de uns quatro metros) para tirar os tabuleiros de pão do forno - disse Angelim, mostrando novamente a habilidade na antiga profissão.

Pouco antes de acabar a visita na padaria em que trabalhou durante anos, ele fez uma revelação.

- Vou te confidenciar uma coisa. Eu quase comprei essa padaria há um tempinho atrás. Ofereceram-me, mas eu pensei muito. Porque em padaria é preciso acompanhar de perto para que tudo dê certo. E eu não teria esse tempo disponível, ainda mais jogando pelo Fortaleza. E também não iria fazer um investimento assim sem ter alguém para cuidar direito. Mas um dia eu ainda vou comprar essa padaria - disse Angelim.






Matérias relacionadas

destaque 8320038382311974836

Postar um comentário

emo-but-icon

Rádio Cidade Mix Ao vivo


(Clique no play para ouvir)

Curta nossa Fanpage

WhatsAPP BLOG ELIAS PUBLICIDADES

WhatsAPP BLOG ELIAS PUBLICIDADES

Parceiros

Brasileirão 2016

http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/

Grande Serra

Grande Serra

CSB

CSB
A FABRICA DE EVENTOS

Total de visualizações de página

Apoio Secretário de Agricultura

Apoio Secretário de Agricultura
Cleiton Beijamim

Vereador Arnaldo de Zé de Bia

Vereador Arnaldo de Zé de Bia
item