Júri decide por pena de morte para responsável por atentado na Maratona de Boston

O jovem Dzhokhar Tsarnaev, 21, foi condenado a pena de morte nesta sexta-feira (15) pelas explosões que mataram três pessoas na Maratona d...

O jovem Dzhokhar Tsarnaev, 21
O jovem Dzhokhar Tsarnaev, 21, foi condenado a pena de morte nesta sexta-feira (15) pelas explosões que mataram três pessoas na Maratona de Boston (EUA), em 15 de abril de 2013. O grupo de 12 jurados (sete mulheres e cinco homens) deliberou por mais de 14 horas durante três dias.
Segundo a mídia local, que acompanhou a leitura das 24 páginas da sentença, o condenado não esboçou reação em nenhum momento. No dia 4 de maio, já durante a segunda fase do julgamento, Tsarnaev chorou pela primeira vez no tribunal, quando sua tia, irmã de sua mãe, começou a testemunhar.
O condenado será enviado ao corredor federal da morte em Indiana, e deve ser executado por lá.
O júri teve que decidir se o acusado se deixou influenciar por seu irmão mais velho, Tamerlan, na hora de colocar as bombas ou se quis provocar a maior destruição possível em nome da jihad, como alega a promotoria. Estes fatores, agravantes ou atenuantes para decidir a pena, protagonizaram a rodada de argumentos finais que aconteceram na quarta-feira (13), nos quais o promotor Steven Mellin pediu para Tsarnaev uma sentença de morte por considerar que é um terrorista que queria "matar tanta gente quanto fosse possível".
"O acusado pôs uma mochila atrás das crianças e esperou... Ele não se importava em matá-los (...) porque já tinha chegado à conclusão de que matar inocentes estava justificado", declarou. 
Por sua vez, a advogada de defesa, Judy Clarke, argumentou que a história de Dzhokhar não pode ser entendida sem seu irmão mais velho, Tamerlan, morto na perseguição policial posterior ao atentado, e que exerceu uma "grande influência" sobre o irmão, chegando ao ponto de Dzhokhar lhe chamar de "professor". "Uma pena de prisão perpétua não desonra as vítimas de nenhuma forma", defendeu Clarke, reforçando que a prisão de segurança máxima em Florence (Colorado) na qual Dzhokhar seria aprisionado "não é um centro de férias".

Primeira fase

No dia 8 de abril, os mesmos jurados já haviam decidido que o jovem era culpado das acusações pelas quais respondia. Foram 12 horas de deliberações por dois dias. O júri teve que decidir sobre 30 acusações, sendo que 17 eram passíveis de pena de morte, como a de conspiração e a de uso de arma de destruição em massa.
A última vez que o Estado americano de Massachusetts condenou um réu à pena de morte foi nos anos 1980.
Promotores acusam Dzhokhar e seu irmão mais velho, Tamerlan, com 26 anos à época, de colocarem duas bombas caseiras, feitas com panelas de pressão, perto da linha de chegada da prova de corrida de rua, cujas explosões provocaram três mortes e deixaram 264 feridos. Dzhokhar também é acusado de matar um policial a tiros três dias depois do ataque.
Durante o julgamento, a promotoria se referiu a Dzhokhar, que se tornou cidadão americano em setembro de 2011, como um "terrorista de sangue frio que queria punir os Estados Unidos pelo que o país faz a seu povo". Na primeira parte do julgamento, que durou um mês, a acusação apresentou 92 testemunhas e muitas fotos e vídeos, por vezes chocantes das vítimas.
Com seu irmão, "neste dia, eles acreditavam ser soldados, ser mujahedines, e que estavam levando seu combate a Boston", insistiu o procurador do caso.
Os Tsarnaev fugiram e foram "caçados" de maneira cinematográfica pela polícia após o atentado. Tamerlan morreu no dia 19 de abril em uma troca de tiros com a polícia; o irmão mais novo foi detido pouco depois acuado dentro de um barco.

Entenda o caso

O ataque transformou uma das corridas de rua mais prestigiadas do mundo em uma cena de tragédia. As explosões de duas bombas perto da linha de chegada mataram três pessoas e levaram várias vítimas a perder parte das pernas.
O jovem Dzhokhar, que tinha 19 anos na época do atentado, foi considerado culpado pelas três mortes registradas na maratona e pelo assassinato de um agente da polícia no campus do MIT (Instituto Tecnológico de Massachusetts).
Durante as apresentações de acusação, a promotora-chefe Carmen Ortiz explicou que Dzhokhar foi o responsável por colocar e detonar o segundo explosivo perto da linha de chegada, causando a morte de duas das três vítimas no dia do atentado. A promotora também detalhou como os irmãos compraram munição, armas e o material usado nas bombas caseiras.
De acordo com a acusação, Dzhokhar e Tamerlan montaram outros cinco dispositivos explosivos, todos usados contra os policiais durante a fuga realizada na madrugada do dia 19 de abril. "Dispararam e bombardearam policiais com intenção de matá-los", afirmou Ortiz.

Pena de morte

O Estado de Massachusetts, de onde Boston é a capital, aboliu a pena de morte de sua legislação em 1984, e a maioria de sua população se opõe a ela. Ninguém é executado no Estado desde 1947.
Mas, por se tratar de um "ato terrorista com o uso de uma arma de destruição em massa", Dzhokhar Tsarnaev é julgado sob a lei federal.
As sentenças à morte federais são raras nos Estados Unidos: 61 condenados federais estão no corredor da morte, contra cerca de 3.000 sob a Justiça estadual, de acordo com o Centro de Informações sobre a pena de morte.
As execuções federais são ainda mais raras: apenas quatro desde 1963, a última em 2003. (Com agências internacionais)
uol (Elias Publicidades)

Postar um comentário

emo-but-icon

Rádio Cidade Mix Ao vivo


(Clique no play para ouvir)

Curta nossa Fanpage

WhatsAPP BLOG ELIAS PUBLICIDADES

WhatsAPP BLOG ELIAS PUBLICIDADES

Parceiros

Brasileirão 2017

https://www.tabeladobrasileirao.net/serie-a/widgets/

Grande Serra

Grande Serra

CSB

CSB
A FABRICA DE EVENTOS

Total de visualizações de página

Apoio Secretário de Agricultura

Apoio Secretário de Agricultura
Cleiton Beijamim

Vereador Arnaldo de Zé de Bia

Vereador Arnaldo de Zé de Bia
item