Júri decide por pena de morte para responsável por atentado na Maratona de Boston

O jovem Dzhokhar Tsarnaev, 21, foi condenado a pena de morte nesta sexta-feira (15) pelas explosões que mataram três pessoas na Maratona d...

O jovem Dzhokhar Tsarnaev, 21
O jovem Dzhokhar Tsarnaev, 21, foi condenado a pena de morte nesta sexta-feira (15) pelas explosões que mataram três pessoas na Maratona de Boston (EUA), em 15 de abril de 2013. O grupo de 12 jurados (sete mulheres e cinco homens) deliberou por mais de 14 horas durante três dias.
Segundo a mídia local, que acompanhou a leitura das 24 páginas da sentença, o condenado não esboçou reação em nenhum momento. No dia 4 de maio, já durante a segunda fase do julgamento, Tsarnaev chorou pela primeira vez no tribunal, quando sua tia, irmã de sua mãe, começou a testemunhar.
O condenado será enviado ao corredor federal da morte em Indiana, e deve ser executado por lá.
O júri teve que decidir se o acusado se deixou influenciar por seu irmão mais velho, Tamerlan, na hora de colocar as bombas ou se quis provocar a maior destruição possível em nome da jihad, como alega a promotoria. Estes fatores, agravantes ou atenuantes para decidir a pena, protagonizaram a rodada de argumentos finais que aconteceram na quarta-feira (13), nos quais o promotor Steven Mellin pediu para Tsarnaev uma sentença de morte por considerar que é um terrorista que queria "matar tanta gente quanto fosse possível".
"O acusado pôs uma mochila atrás das crianças e esperou... Ele não se importava em matá-los (...) porque já tinha chegado à conclusão de que matar inocentes estava justificado", declarou. 
Por sua vez, a advogada de defesa, Judy Clarke, argumentou que a história de Dzhokhar não pode ser entendida sem seu irmão mais velho, Tamerlan, morto na perseguição policial posterior ao atentado, e que exerceu uma "grande influência" sobre o irmão, chegando ao ponto de Dzhokhar lhe chamar de "professor". "Uma pena de prisão perpétua não desonra as vítimas de nenhuma forma", defendeu Clarke, reforçando que a prisão de segurança máxima em Florence (Colorado) na qual Dzhokhar seria aprisionado "não é um centro de férias".

Primeira fase

No dia 8 de abril, os mesmos jurados já haviam decidido que o jovem era culpado das acusações pelas quais respondia. Foram 12 horas de deliberações por dois dias. O júri teve que decidir sobre 30 acusações, sendo que 17 eram passíveis de pena de morte, como a de conspiração e a de uso de arma de destruição em massa.
A última vez que o Estado americano de Massachusetts condenou um réu à pena de morte foi nos anos 1980.
Promotores acusam Dzhokhar e seu irmão mais velho, Tamerlan, com 26 anos à época, de colocarem duas bombas caseiras, feitas com panelas de pressão, perto da linha de chegada da prova de corrida de rua, cujas explosões provocaram três mortes e deixaram 264 feridos. Dzhokhar também é acusado de matar um policial a tiros três dias depois do ataque.
Durante o julgamento, a promotoria se referiu a Dzhokhar, que se tornou cidadão americano em setembro de 2011, como um "terrorista de sangue frio que queria punir os Estados Unidos pelo que o país faz a seu povo". Na primeira parte do julgamento, que durou um mês, a acusação apresentou 92 testemunhas e muitas fotos e vídeos, por vezes chocantes das vítimas.
Com seu irmão, "neste dia, eles acreditavam ser soldados, ser mujahedines, e que estavam levando seu combate a Boston", insistiu o procurador do caso.
Os Tsarnaev fugiram e foram "caçados" de maneira cinematográfica pela polícia após o atentado. Tamerlan morreu no dia 19 de abril em uma troca de tiros com a polícia; o irmão mais novo foi detido pouco depois acuado dentro de um barco.

Entenda o caso

O ataque transformou uma das corridas de rua mais prestigiadas do mundo em uma cena de tragédia. As explosões de duas bombas perto da linha de chegada mataram três pessoas e levaram várias vítimas a perder parte das pernas.
O jovem Dzhokhar, que tinha 19 anos na época do atentado, foi considerado culpado pelas três mortes registradas na maratona e pelo assassinato de um agente da polícia no campus do MIT (Instituto Tecnológico de Massachusetts).
Durante as apresentações de acusação, a promotora-chefe Carmen Ortiz explicou que Dzhokhar foi o responsável por colocar e detonar o segundo explosivo perto da linha de chegada, causando a morte de duas das três vítimas no dia do atentado. A promotora também detalhou como os irmãos compraram munição, armas e o material usado nas bombas caseiras.
De acordo com a acusação, Dzhokhar e Tamerlan montaram outros cinco dispositivos explosivos, todos usados contra os policiais durante a fuga realizada na madrugada do dia 19 de abril. "Dispararam e bombardearam policiais com intenção de matá-los", afirmou Ortiz.

Pena de morte

O Estado de Massachusetts, de onde Boston é a capital, aboliu a pena de morte de sua legislação em 1984, e a maioria de sua população se opõe a ela. Ninguém é executado no Estado desde 1947.
Mas, por se tratar de um "ato terrorista com o uso de uma arma de destruição em massa", Dzhokhar Tsarnaev é julgado sob a lei federal.
As sentenças à morte federais são raras nos Estados Unidos: 61 condenados federais estão no corredor da morte, contra cerca de 3.000 sob a Justiça estadual, de acordo com o Centro de Informações sobre a pena de morte.
As execuções federais são ainda mais raras: apenas quatro desde 1963, a última em 2003. (Com agências internacionais)
uol (Elias Publicidades)

Postar um comentário

emo-but-icon

Rádio Cidade Mix Ao vivo


(Clique no play para ouvir)

Curta nossa Fanpage

UNICON CONTABILIDADE

UNICON CONTABILIDADE

WhatsAPP BLOG ELIAS PUBLICIDADES

WhatsAPP BLOG ELIAS PUBLICIDADES

Parceiros

Brasileirão 2017

https://www.tabeladobrasileirao.net/serie-a/widgets/

Grande Serra

Grande Serra

CSB

CSB
A FABRICA DE EVENTOS

Total de visualizações de página

Apoio Secretário de Agricultura

Apoio Secretário de Agricultura
Cleiton Beijamim
item